Escola Secundária de Rio Tinto

EFA NS Escolar 2010/2011

 

Área de Competência: Cultura, Língua e Comunicação

 

Reflexão NG5

 

Reflexão sobre a aprendizagem nos domínios de referência (DR) do núcleo gerador 5 (NG5) de Cultura, Língua e Comunicação (CLC).

O NG5 de CLC tem como tema as “Tecnologias de Informação e Comunicação” (TIC). Nesta unidade de competência, devia identificar, compreender e intervir em situações onde as TIC sejam importantes no apoio à gestão do quotidiano, a facilidade de transmissão e difusão de informação socialmente controlada, reconhecendo que a relevância das TIC tem consequências na globalização das relações.

O NG5 de CLC tem quatro DR:

O DR1 tem o tema “Comunicações de rádio” onde devia operar com as comunicações rádio em contexto doméstico adequando-as às necessidades da organização do quotidiano e compreendendo de que modo incorporam e suscitam diferentes utilizações da língua.

Para validar o DR1, apresentei um trabalho em PowerPoint que tratava basicamente os telemóveis. Nele, identifiquei as diversas funcionalidades do telemóvel no quotidiano e os seus principais utilizadores; os seus componentes; as principais redes utilizadas; a sua evolução; vantagens e desvantagens do seu uso; de que forma a utilização do telemóvel varia consoante a idade; factores que influenciam a escolha de um equipamento; códigos e símbolos usados na linguagem SMS; e produzi um diálogo de uma conversa telefónica que transformei numa notícia de rádio.

 

O DR2 tem o tema “Micro e Macroelectrónica” onde devia lidar com a micro e macro electrónica em contextos socioprofissionais identificando as suas mais-valias na sistematização da informação, decorrentes também da especificidade de linguagens de programação empregues.

Para validar o DR2, foi-me proposto fazer uma reflexão sobre as alterações significativas que o Computador trouxe, no âmbito pessoal e profissional, identificando situações da minha vida pessoal e/ou profissional em que se evidenciam ou evidenciaram essas alterações. Apresentei um trabalho em Word onde falava sobre os computadores e a importância das novas Tecnologias de Informação e Comunicação para a evolução profissional e pessoal; expus o modo como entraram na minha vida e a forma como a alterou a nível pessoal, familiar e profissional.

 

O DR3 tem o tema “Media e Informação” onde devia relacionar-me com os mass media reconhecendo os seus impactos na constituição do poder mediático e tendo a percepção dos efeitos deste na regulação institucional.

Para validar o DR3, apresentei um PowerPoint onde identifiquei os principais meios de comunicação de massas utilizados na sociedade actual; a sua evolução; o seu impacto na divulgação de bens culturais; diferentes tipos de textos dos media e suas características; o poder e a função da imagem nos media; a capacidade de persuasão da publicidade; e o poder dos media na formação da opinião pública. Apresentei ainda um texto em francês que, depois de traduzido, serviu como ponto de partida para um comentário sobre a influência da publicidade nos hábitos de consumo.

 

O DR4 tem o tema “Redes e Tecnologias” onde devia perceber os impactos das redes de internet nos hábitos perceptivos, desenvolvendo uma atitude crítica face aos conteúdos aí disponibilizados.

Para validar o DR4, elaborei um trabalho onde apresentava a Internet como um bom meio de divulgar e absorver cultura; a diferença entre a contemplação da cultura no espaço virtual e real; incluí alguns textos em francês e respectivas traduções para português que tratam o tema; fiz uma reflexão pessoal sobre a fidedignidade dos conteúdos da Internet; vantagens e desvantagens na sua utilização; e os perigos associados à Internet, nomeadamente no uso de redes sociais.

                                                                    

Penso que o nível de dificuldade na execução dos trabalhos propostos não variou muito. Tive que fazer muita pesquisa e a Internet foi um amigo imprescindível nessas horas, pois o meu conhecimento científico e sociológico nesta área era reduzido. A maior dificuldade que senti foi em ser objectiva nas respostas. Achava sempre que podia acrescentar algo o que tornava os trabalhos excessivamente longos e com informação desnecessária. Fui aperfeiçoando a forma de seleccionar a informação recolhida nas pesquisas de modo a ser mais directa nas respostas. Sei que me esforcei, dei o meu melhor e saí enriquecida. É bom poder aplicar no dia-a-dia o que aprendi. Sinto-me bem com os resultados alcançados.

 

Terminei as horas que me competia cumprir nesta área de competência para concluir o 12ºano. Estou grata pela oportunidade que me foi concedida para terminar este projecto pessoal. Agradeço aos formadores toda ajuda e paciência que despenderam, e aos colegas de turma o terem feito com que as horas custassem menos a passar. Reconheço e agradeço também o apoio familiar. Esse foi importantíssimo para o conseguir. Com marido, três filhos e emprego a tempo inteiro, ocupar tantas horas com a escola, pesquisas e realização de trabalhos, só foi possível porque eles assumiram as minhas tarefas de matriarca. Fi-lo, principalmente pela minha realização pessoal e para que os meus filhos se orgulhem de mim e me tenham como exemplo. Valeu a pena!

 

2010/2011

Paula Moreira B4D